BLOG

Brasileiros são maiores alvos de ataques virtuais em 2017

Brasileiros são maiores alvos de ataques virtuais em 2017

29/11/2017

Mensagens falsas prometem descontos e outras vantagens, mas têm o intuito de roubar dados pessoais ou disseminar pragas virtuais. 

Os internautas brasileiros foram os que mais sofreram em 2017 com ataques cibernéticos de phishing, um golpe que simula comunicados de empresas. São promessas de descontos, novidades no serviço ou de promoções. O objetivo é convencer o internauta a abrir links contendo pragas digitais ou páginas falsas das companhias.

No primeiro trimestre de 2017, pelo menos 18,1% dos brasileiros foram vítimas de golpes virtuais. Em segundo lugar na lista está a China, com 12,9%, seguida de Austrália e Nova Zelândia, de acordo com pesquisa da Kaspersky Lab.

Quando surgiram, esses ataques eram disseminados por e-mail. Atualmente, um dos grandes meios de propagação, principalmente no Brasil, é o WhatsApp. Em 2017, circularam pelo aplicativo de mensagens dos brasileiros correntes que prometiam passagens aéreas gratuitas, crédito para celular, vale-presente, cupom de desconto, vagas de emprego falsas, e dentre outros.

Uma vez que o link da mensagem é aberto, o usuário pode ser induzido a preencher dados pessoais e a compartilhar o golpe com 10 amigos ou grupos no WhatsApp. Segundo Fábio Assolini, analista de segurança da Kaspersky Lab, um único golpe chegou a ser clicado 2 milhões de vezes durante os 21 dias que ficou no ar.

Cavalo de Troia

Esse tipo de golpe é antigo, mas ainda é o favorito de muitos criminosos online. São programas maliciosos oferecidos em serviços úteis aos usuários, geralmente baixados através de sites não confiáveis, junto com materiais pirateados, anúncios, ou um “MP3 grátis”. Eles se instalam nas máquinas para roubar dados financeiros assim que os usuários os inserem em aplicações financeiras ou de lojas do comércio eletrônico. 

 

Quais cuidados devo tomar?

  • Observe a URL: Confira se não há informações estranhas e muitos códigos. Em geral, os sites de empresas possuem o nome da organização no link da mensagem.
  • Não informe dados pessoais: Mesmo que você se sinta tentado, não forneça em hipótese alguma os seus dados pessoais.
  • Evite navegar em sites não confiáveis: Páginas que oferecem material pirateado, gratuitos ou sorteios podem ser iscas para realização de golpes do cavalo de troia. 
  • Tenha um bom antivírus: Além de proteger o seu computador, o seu smartphone também precisa de cuidados, principalmente se você acessa aplicativos bancários por ele. Muitos antivírus hoje em dia são gratuitos e o papel deles é detectar esses ataques e bloqueá-lo.
Kariny Bianca

Redatora de conteúdo na Objeto Digital. Formada em Jornalismo, amante da escrita, interessada em boas conversas e histórias. Gosta de cinema, esportes e conhecer novos lugares. 


Instagram

Copyright © 2005 - 2017 Objeto Comunicação e Tecnologia - Todos os direitos Reservados.